CASTANHEIROS 2011 – 3 de Dezembro de 2011

by

in

“A castanha, um fruto natural abundante nestes soutos das terras altas, resistente aos rigores de terreno e de ambiente, onde só o centeio medrava, foi referência de assentamento de povoamentos nas serras. Os povos serranos, pobres na sua condição, sempre encontraram nestes dois alimentos suplemento importante para a pobreza da sua dieta diária, servindo os mesmos para colmatar graves deficiências de nutrição.

Encontra-mo-los assim associados ao dia a dia destas populações, substituindo açúcares e doces, leguminosas e gramíneas, fazendo as vezes de adoçante, de remédio, da batata, do trigo e muitas vezes da batata, com carácter de imprescindibilidade, tal a carência de alternativas e tal a sua riqueza natural.

Os caldos ou sopas tinham na castanha elemento essencial; dia de festa era dia para se comer uma qualquer vitualha adoçada com mel. Hoje em dia o mel é doce corrente e referência de tratamento em constipações e a castanha aparece associada aos magustos do S. Martinho. Começam já a ser procurados e consumidos um por ao longo de todo o ano, aparecendo com mais frequência nos compêndios gastronómicos.”

Esta introdução foi retirada do portal da Câmara Municipal da Lousã e exprime a importância que os castanheiros tiverem nos povos das Aldeias de Xisto da Serra da Lousã.

Assim nada melhor do que propormos aos nossos sócios uma visita aos soutos de castanheiros, promovendo um “concurso de fotografia”, e um pequeno magusto tradicional na sede da Landlousã. Estamos a providenciar que seja servida uma sopa serrana feita numa panela de 3 pernas com o lume do borralho.

Inté


Comentários

4 comentários a “CASTANHEIROS 2011 – 3 de Dezembro de 2011”

  1. sopa da panela !! ui que bom !! já tenho saudades 🙂

  2. A camila támbem vai….
    Cláudia e Sara acompanhar….

    Até lá
    cumptt
    Cláudia

    1. Apareçam por cá.
      Inté

  3. Avatar de Paulo Alves
    Paulo Alves

    Aqui ficam algumas fotos da Rota dos Castanheiros Lousã.
    http://bit.ly/sKHa0j
    Obrigado LandLousa!

    AbraçoTT,
    Paulo Alves