PINFLIM – A MINHA HOMENAGEM

by

in

Há figuras ou personagens características que marcam a nossa vida e para mim uma delas é o PINFLIM. Esse personagem, natural de Aveiro, tinha ido para Angola com “carta de chamada” ainda  muito novo. Era barbeiro de profissão. Era uma pessoa de estatura baixa, não tinha mais de 1.60mts e quando o conheci já andava curvado pela idade e pela vida de boémio que tinha levado ao extremo. Também quando o conheci, tinha eu uns 8 ou 9 anos, já o PINFLIM estava na sua fase decadente depois de uma vida faustosa de luxos, de rambóias e mulheres. Reza a história que chegou a ter uma avionete.

Morava no Bairro Marçal, numa cubata simples com cobertura de zinco, junto a uma grande molembeira. O nosso amigo PINFLIM, teve a particularidade de ter o mundo nas mãos depois de ganhar a lotaria. Naquela altura era uma pipa de massa e o nosso amigo vai de gastar a fartazana. Foram uns anos de glória para esse personagem que ficou com a Jesuína, a Mabunda e outros ligados a história de Angola e são estudados em alguns textos. Alguns escritores Angolanos e mesmo o Bonga uns incluem nas suas prosas, versos ou músicas.

Uma das características impares do FINFLIM, era o seu ar avermelhado, a sua camisinha branca e os seus famosos joanetes. O PINFLIM não andava, ele planava, porque os seus joanetes não deixavam colocar a palma do pé toda no chão. Outra imagem de marca era a sua pequena mala de cartão, daquelas do tipo manicure que hoje se usam, onde além do pano branco, tinha todos os utensílios para cortar o cabelo, desfazer uma barba, mais já usava naquela altura o famoso FLOID.

Mas a última façanha do PINFLIM digna de registo, para aí em 1973, já com uns 80 anos foi ter arranjado uma “rapariga do engate” que alojou na sua cubata e do alto do seu copo de quarto de abafado que ele bebia assiduamente, dizia encostado ao balcão, “Nelito, vou ser pai outra vez” se for mestiço é meu filho. O PINFLIM era um homem de certezas “se fosse mestiço tinha de ser dele” e aí de quem afirmasse o contrário.

Esta é a minha homenagem a essa figura ímpar do Bairro Marçal que recordo com muita saudade o SENHOR PINFLIM, que em 1994 estava gravemente doente com uma tubercolose.

PS: A maior qualidade do PINFLIM era ser Benfiquista Convicto, mais do que isso era Doente pelo SLB. Seja o SLB devia fazer uma justa homenagem a este Grande Benfiquista.


Comentários

Um comentário a “PINFLIM – A MINHA HOMENAGEM”

  1. Mais nada. O Caetano Veloso, ao pé dele, seria um menino!
    Hahaha!
    Boa