Siga o nosso grupo no facebook

Não o conheci, trocamos muitos mail’s para com tracks fidedignos pudêssemos realizar  um bom mapa de Marrocos, o que aconteceu. Criamos uma boa base de dados e uns meses depois, enviou-me a versão base do Mapa de Marrocos e informando que iria parar uns tempos, porque iria ausentar-se, seja iria emigrar como tantos outros.

Hoje a tarde, voltei ao mapa e instalei-o no computador e fiz uma imagem para o enviar para o GPS, já que cobria uma grande parte do sul de Marrocos, a zona do Sahara Ocidental. Um pouco depois recebo a notícia que o Jorge_Cota_O, tinha falecido numa avalanche de neve no Canadá, onde estava a trabalhar com a família, naquilo que mais gostava de fazer, desporto de aventura.

À família em nome da Landlousã, os nossos sentidos pêsames.

Inté Cota_O

George-1024x685

Caros Sócios.
Mais uma viagem a Marrocos com sócios da Landlousã, desta vez de 5 a 15 de Junho de 2014.

5 de Junho – Algeciras, Tânger-Med a Camping Achakkar, 69,50 kms;

Uma etapa curta por AE, para na 1.ª área de serviço da Total, abastecer, fazer algum câmbio, carregar e comprar cartões dos telemóveis. A dormida base será no Camping Achakkar, que fica perto das Grottes D’Hércules que merece uma visita obrigatória. Temos a cerca de 1,20 Kms o Hotel Ibis.

6 de Junho – Camping Achakkar, Grottes D’ Hércules, Moulay Bousselham, Marjane Haj Riad, (para almoço no MacDonald’s), Marrakech (Relais 4×4), 562 kms. O Camping Relais 4×4 é um Camping de aventureiros, expedicionários e fica a entrada de Marrakech, junto ao Campo de futebol. A Praça D’jena Al Fna, será visita obrigatória;

7 de Junho – Marrakech, Telouet, Ait Benhanddou, Estúdios de Cinema, Ouarzazate Oásis de Fint (Auberge Terrasse das Delícias), 231 kms. Saída bem cedo de Marrakech,  subindo até Tizi N Tichka (2260 mts). Uma visita aos estúdios de cinema, a cidade de Ouarzazate e depois ao final da tarde, para Oásis de Fint, com dormida no Auberge Terrace  des Delices;

8 de Junho – Oásis de Fint, Agdz, Pista do Palmeiral a Zagora, 187 kms; poderá ser possível ir ainda a M´Hamid às dunas e voltar ao Auberge Chez Ali;

9 de Junho – Zagora a Merzouga, Hassilabied (Auberge du Sud), poderá ser possível ir a Cidade Perdida,  com almoço no Oásis Marhech, 294 Kms. É uma etapa clássica de Marrocos, com passagem pelas Dunas de Ouzina e Taouz;

10 de Junho – Boucle Erg Chebbi, 80 kms;

11 de Junho – Auberge du Sud, Rissani, Jorg, Orion, Gorges do Todra, Ilmichil, Lago Tisli (Auberge Tislit), 354 kms. A dormida será no Auberge Camping Tislit, com a simpatia de Madiba, uma senhora simpática dona do Auberge;

12 de Junho – LagoTislit, Oum R´Bia, Ain Leuh, Azrou (Floresta dos Cedros), Ifrane, Fez, 350 kms. A Dormida será no Camping Diamant Vert;

13 de Junho – Fez a Chefchaouen, 330 kms de asfalto e pista de alta Montanha do Rif, que pode de ser ajustada de acordo com o tempo disponível e o caudal de alguns Oueds. A alternativa ao Camping Azilan será o Hotel Echouen;

14 de Junho – Chefchaouen a Tânger-Med, 114 kms, por asfalto, com duas alternativas, uma por AE desde Tetouan e outra pela marginal até a entrada de Ceuta, subindo depois até Tânger-Med, esta muito bonita.

15 de junho – Algeciras a casa.

Boas.

Estão disponíveis actualizações para o GPS Montana, AQUI e constam de:

  • Adicionado suporte para cartografia de ActiveRouting adicional
  • Tempo de arranque melhorado quando grandes quantidades de fotos estão presentes
  • Corrigido problema recuperando dados PLSS nos determinados TOPO 24K mapas
  • Corrigido problema possível com – botões quando usando vista N Go
  • Corrigido problema possível com a distância ao campo de dados de destino no modo nuvi

Para o Oziexplorer a versão 3.95.5t, AQUI e é relativa a uma correcção do problema com Lat / Lon georreferenciados a  imagens GeoTIFF não importadas corretamente.

Bons trilhos.

9.º Dia

            Boucle por Dakhla – 75 Kms

9.1

A manhã deste dia foi ocupada com reparações mecânicas, bem como em usufruir da baía de Dakhla a partir da magnífica esplanada do café-restaurante Smarkand, o que aconselhamos.

À tarde, uma volta por Dakhla. Primeiro o seu lado atlântico, depois a baía. Pudemos observar aldeias de pescadores, o vaivém constante dos barcos, numa “cidade” de barracas de pano todas encostadas por causa do vento. Uma matilha de cães pescadores, na zona da baía, fazia a nossa delícia, tal a arte de apanhar peixe para a sua subsistência, assim como imensos flamingos.

9.2

Misturados e omnipresentes, inúmeros Land e Santana, símbolos das décadas colonialistas de 60-70. Rover Serie.

9.3

O dia não podia terminar sem uma visita ao souk, na praça principal, onde se podia comprar todas as novidades em perfumes, roupas ou até gadgets.

Read more →

1. Introdução

Faz já algum tempo que a Garmin introduziu na sua cartografia comercial um novo formato de ficheiros para armazenar os mapas, conhecidos pela sigla “NT” (New Technology).

Este formato tem o nome de GMP ou “globalmapper package” e destinou-se a substituir o antigo formato IMG, instituído no Mapsource, desde a “clássica” versão 6.13.7.

O primeiro produto comercial disponibilizado no novo formato foi o “CityNavigator NT 2009”. A partir da versão 6.15.x do Mapsource (corria o ano de 2010), o fabricante anunciou em todos os seus fóruns que o desenvolvimento e comercialização de cartografia, bem como das suas ferramentas de planeamento e navegação (à altura o Mapsource, que viria posteriormente a ser descontinuado, e o Basecamp) seriam concentrados no formato GMP, não obstante a manutenção de retro compatibilidade com o formato IMG.

Ainda que não específica, é contemporânea destes novos mapas a possibilidade de utilização de códigos com um comprimento de 3 bytes para especificar os objetos a representar num mapa.

Read more →

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: