Siga o nosso grupo no facebook

logo_smm

Soviet Military Maps é uma aplicação de navegação offroad desenvolvida pela ATLOGIS Geoinformatics para dispositivos em ambiente Android. Encontra-se disponível na Play Store.

O que distingue esta aplicação das suas congéneres reside na capacidade de utilização da cartografia levantada pela antiga União Soviética entre os anos setenta e os anos oitenta, nas suas diversas escalas e apoiada por legendas em inglês.

Read more →

Encontro Nacionalde Defender´s 2007 008 Xanoc, ve la se queres

 

Vasco, fazias hoje 38 anos e  estejas onde estiveres, todos nós, recordamos-te com muitas saudades.

Inté.

Já está disponível AQUI uma nova actualização do firmware do Garmin Montana.

É uma pequena actualização da melhoria dos dados e velocidade de subida e descida ascensional.

Fica a nota.

Inté

Como em todos os meus Fragmentos de Memórias, aqui também a data pouco importa, mas talvez seja importante agarrá-la ao tempo. O tempo já foi há muitos anos, cerca de 39 anos de um dia de Setembro de 1975.

Mesmo na anarquia da guerra civil, os serviços funcionavam ainda embalados pela inércia das funcionalidades administrativas da velha máquina colonial.

Numa manhã como as outras, dirigi-me aos SMAE, (Serviços Municipalizados de Água e Electricidade) de Luanda, lá para os lados da Casa Americana e quase ao pé do Estádio dos Coqueiros, havia uma fila enorme, para pagar a água e a luz. A fila estendia-se em direcção a rua de acesso ao Estádio, com enorme confusão, pois ninguém queria ficar tanto tempo a apanhar “seca”.

Depois de quase um hora, na fila, um Grupo de pseudo tropas de um dos Movimentos que lutavam por controlar a cidade, avança para os “pagantes em fila de espera” e de modo aleatório e de dedo em riste, larga a frase “colonialista de merda, quantos mataste?chegou a tua hora”.

Tenta-se manter a calma e sobretudo conter a afronta, contando com o pessoal da fila, que a todo o custo, tentava acalmar as pseudo tropas, que não desistiam e ameaçam “com julgamento popular, queremos justiça popular”.

A confusão é enorme, gera-se um enorme burburinho e o mais importante era sair dali, o mais rápido possível. Bem perto havia uma das maiores e melhores livrarias de Luanda a Argent Santos, imponente, moderna, num edifício de esquina todo envidraçado, que naquele instante serviu para de uma forma segura, ficar resguardado e mais tarde voltar para a fila e pagar o que se devia………Mais situações similares passaram a ser o dia a dia próprio de uma guerra civil violenta com uma revolução pelo meio….

“Quando o avião levantou voo e fez a curva para a direita tive a noção exacta que seria a última vez que veria a minha Terra, Terra em que tinha nascido e por opção Terra que queria ajudar a crescer.”

 

 

Expedição Sahara 2014
Num conceito mais lato “ Uma expedição não é mais que uma incursão com destino distante e geralmente de difícil acesso”, e é isso que ano após ano nos leva a ir para locais remotos em busca de aventura e a procura de novos caminhos. Temos um Grupo coeso, forte e sobretudo solidário, com o lema “Vamos Todos, voltamos Todos”, ninguém fica para trás. Esta experiência já foi vivida por nós nas Expedições de 2011 e 2013.
Porque voltamos ao Sahara? E porque o fazemos dois anos seguidos? Por 3 motivos:
O primeiro, porque, como “Responsável” pelas Expedições, tinha prometido a mim mesmo, que aquela Placa a beira da estrada que indicava por pista “Bir Anzarane” 165 kms, (N25 05.362 W14 48.629),era motivo mais que suficiente para voltar em 2014.
1

 

 

 

 

 

 

Read more →

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: